fbpx
Óptica Belavista

Nem Todas as Lentes Progressivas são Iguais!

Lentes Progressivas

Sabia que nem todas as lentes progressivas são iguais?

As lentes progressivas, são obras-primas da óptica que permitem a passagem suave da zona de visão de perto para a zona de visão de longe através do chamado corredor de progressão ou zona de transição. No entanto, nem todas as lentes progressivas são iguais.

As suas lentes progressivas devem satisfazer as suas exigências, considerando o seu estilo de vida e, obviamente, respeitar o seu orçamento.

Quem já utiliza lentes progressivas, por vezes, experimenta alguma dificuldade de adaptação ao mudar. A alteração do corredor da lente progressiva (distância entre os centros de visão de longe e perto) também tem influência.

No entanto, é a forma de olhar que dita a maior facilidade de adaptação às lentes progressivas. Quem passa a usar este tipo de lentes, passa não só a “ver com os olhos mas também com cabeça”.

Assim, pode haver necessidade não só de mover os olhos, mas também a cabeça (para cima ou para baixo) conforme o ângulo e a distância a que está o objecto que estamos a ver.

Regra geral, o iniciante em lentes progressivas não costuma experimentar grandes dificuldades em ver ao longe, excepto se quiser olhar pelo canto dos óculos sem mexer a cabeça, ou quando olha para o chão (por exemplo, a descer escadas).

Existem diferentes tipos de lentes progressivas?

Sim, para atender às exigências dinâmicas que o mundo moderno impõe aos nossos olhos as lentes foram sofrendo melhorias.

No mercado, coexistem várias soluções que foram surgindo ao longo do tempo, sendo mais económicas as geometrias mais antigas, logo também as mais básicas.

Lentes progressivas convencionais básicas – têm mais aberrações laterais. O campo de visão intermédio é relativamente estreito, o que pode ser desconfortável para algumas tarefas. Estas lentes são indicadas para quem vai usar óculos progressivos pela primeira vez e não quer gastar muito dinheiro.

Lentes progressivas personalizadas (Free Form) – têm em conta a graduação, a adição, a altura de montagem, a forma e o tamanho da armação e outras medidas complementares. Algumas incorporam também a forma de olhar e de movimentos da cabeça de cada utilizador, de forma a adaptar as zonas de visão nítida às suas posições do utilizador. Minimizam as aberrações laterais e têm campos visuais mais amplos.

 

Nem todas as Lentes Progressivas são iguais

 

O que são as aberrações em lentes progressivas?

As aberrações ópticas  influenciam a qualidade das imagens e são percebidas como zonas em que a imagem apresenta distorções e a visão não é nítida.

– Quanto melhor for a qualidade da lente menos aberrações haverá, logo mais fácil será a adaptação. (Isto é válido quando comparamos lentes com os mesmos parâmetros: graduação, adição, corredor, altura de montagem, armação, etc.)

– Graduações altas (sobretudo se houver astigmatismos) apresentam mais aberrações

– Lentes progressivas em armações de tamanho lateral maior também podem apresentar mais distorções

Podemos finalizar com uma dica que achamos fundamental: Não é de forma alguma aconselhável que um utilizador de lentes progressivas passe a usar um tipo de geometria mais antiga se já estiver a usar uma lente com tecnologia mais recente; mesmo que isto implique uma poupança significativa no valor das lentes, porém o que realmente vai acontecer é que não irá sentir o conforto que esperaria no dia a dia…Acredite em nós, o conforto e a praticidade que as lentes personalizadas oferecem, valem o investimento…. E como diz o ditado “galinha gorda por pouco dinheiro não há no poleiro”!

Leave a comment