fbpx
Óptica Belavista

in·só·ni·a …ou contar as horas de sono até o despertador tocar

Noites mal dormidas prejudicam a visão
Quantas vezes já teve uma noite mal dormida? Uma? Duas? Várias?

Quantas vezes já se fartou de esperar pelo sono e desesperou a lutar contra insónias? Pois é…aproximadamente um terço das nossas vidas é gasto a tentar dormir…ou melhor: a contar as horas de sono até o despertador tocar.

Dificuldade em adormecer, acordar várias vezes durante a noite e sentir-se cansad@ ao levantar são episódios que podem conduzir a problemas de saúde física e psicológica como diabetes, doenças cardíacas, obesidade, ansiedade e esgotamento (burnout). As horas que passamos a dormir moldam não só o humor mas também a motivação e capacidade de decisão.

Mas não só! Sabia que dormir pouco também pode prejudicar a saúde dos olhos? É que não dormir adequadamente altera a lubrificação dos olhos o que, consequentemente, prejudica a visão. Passar muito tempo com os olhos abertos e noites em claro afeta as estruturas do olho, diminuindo o tempo de lubrificação ocular, que ocorre no período da noite. Ou seja, noites de insónia podem também facilitar o aparecimento de alterações e problemas na visão, além (claro) dos outros efeitos já conhecidos deste problema cada vez mais recorrente nas pessoas.

Segundo uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), os distúrbios do sono são sentidos por 4 em cada 10 pessoas do mundo inteiro – tudo isto faz sentido no mundo alerta e recheado de estímulos em que vivemos, onde dormir é uma necessidade básica e, ao mesmo tempo, um luxo.

O que acontece aos olhos quando se dorme mal?

Quem dorme diariamente menos de 6 horas diárias – o mínimo recomendado pela OMS – aumenta o risco de alterações vasculares na retina, o que pode provocar comprometimento definitivo da visão. Outro factor mostrado pelas pesquisas é que várias noites mal dormidas podem facilitar o aparecimento de doenças oculares, como a conjuntivite e o olho seco. Isso acontece porque os distúrbios do sono diminuem a capacidade imunológica do organismo, enfraquecendo a capacidade de combater infecções. Além disso, com o cansaço as pessoas têm a tendência de piscar menos, comprometendo a lubrificação ocular.São resultados da insónia sintomas comuns a outras doenças oculares, como:

  • Vermelhidão;
  • Ardência;
  • Lacrimejamento;
  • Dores de cabeça.

Dicas para uma boa noite de sono (sem comprimidos)

  • Evite ao máximo o uso de smartphones e tablets quando estiver na cama; a luz emitida por estes eletrónicos dificulta o sono.
  • Evite o consumo de café e doces próximos ao horário de dormir (porque possuem substâncias que aceleram o organismo e dificultam o estado de relaxamento).
  • Por último, consuma frutas ricas em vitamina C (manga, abacaxi, laranja) – ajudam a cuidar da saúde dos olhos e são uma ótima opção para lanches e para comer antes de deitar.

Leave a comment