fbpx
Óptica Belavista

A primavera chegou …e as alergias também!

…e as alergias também!

Para algumas pessoas a primavera chega acompanhada de espirros, comichão nos olhos e no nariz, tosse e dificuldade em respirar. Os “culpados” são geralmente os minúsculos grãos de pólen provenientes de gramíneas (“fenos”), ervas daninhas e árvores, que nessa época se encontram espalhados pelo ar, transportados pelo vento.

As alergias nos olhos podem ser provocadas por diversos elementos exteriores. As alergias sazonais aparecem por exemplo por causa do pólen. Já as alergias permanentes têm diferentes causas, desde os pelos dos animais até aos ácaros. Os sintomas podem variar, desde comichão e vermelhidão até sintomas mais graves como lesões na córnea. Mas se sentir estes sintomas consulte um especialista para obter um diagnóstico correto.

  • Comichão frequente nos olhos,
  • secreção na mucosa,
  • olhos vermelhos e inchados,
  • excesso de produção de lágrimas,
  • ardor e desconforto na presença de luz forte.

A melhor forma de evitar estes sintomas é através da prevenção. Sim, existem algumas medidas preventivas que podem ser tomadas para evitar a doença alérgica, evitando o desconforto:

  • Evite atividades ao ar livre em dias de vento, na primavera e no verão  (a boa notícia é que a maresia da praia é um bom aliado para os problemas das alergias)
  • Use óculos de sol no exterior, ajuda a reduzir a quantidade de pólen e outras partículas que podem entrar em contacto com os seus olhos, evitando que a sua vista fique lacrimejante e irritada.
  • Lave bem os olhos, com um produto especifico ou soro fisiológico, já que ajuda bastante a retirar o pólen. Existem produtos que auxiliam neste mal-estar causado pelas alergias, nomeadamente a utilização de gotas humectantes ou lubrificantes, mas para sua utilização é necessário consultar primeiro o seu médico ou especialista que lhe dará o produto mais adequado à sua situação.

  • Evite cortar relva ou andar em terrenos relvados, particularmente durante o período da manhã, fim da tarde e noite, quando a libertação de pólen é maior.
  • Evite ou reduza o contacto com animais com pelo, que saiam à rua regularmente. Caso não consiga evitar, escove o animal antes de este entrar em casa, de forma a reduzir a acumulação de pólen no pelo.
  • Assim que chegar a casa deve trocar de roupa e tomar um duche para remover o pólen ou outros alérgenos que se possam acumular no seu corpo e roupa.
  • Tente manter-se dentro de casa quando a contagem de pólen no ar é superior a 50 e feche as janelas para impedir a sua entrada.
  • Limpe o pó com um pano molhado em vez de seco, de forma a evitar que este se espalhe no ar. Da mesma forma, use um aspirador de vácuo com frequência para evitar que os alérgenos se acumulem no interior da sua casa.
  • Se é fumador@, evite fumar dentro de casa e impeça que outras pessoas o façam. O fumo do tabaco irá irritar a mucosa dos olhos e vias aéreas e agravar os sintomas da alergia.

Ler mais >> Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC)

Leave a comment