fbpx
Óptica Belavista

7 dicas para diminuir o Plástico no Dia a Dia

sacos plastico

Hoje assinala-se o Dia Internacional Sem Sacos de Plástico – O objetivo da data é chamar a atenção para a produção e para o consumo excessivo de sacos plásticos a nível mundial, propondo-se alternativas para resolver este sério problema ambiental. Este dia apela à mudança de comportamento de todas as pessoas do mundo relativamente ao uso dos sacos plásticos.

Portanto cada um de nós pode fazer a diferença para isso basta mudar comportamentos, um exemplo foi o que fez a Joana Costa, que estava de férias com a mãe na República Dominicana quando, num passeio pela praia, decidiram começar a apanhar o lixo que encontravam na areia. O dono do restaurante da praia, ao vê-las tomar aquela iniciativa, ofereceu-lhes um sumo, numa espécie de prémio de mérito.

Ao chegar a Portugal, começou a contactar restaurantes, cafés e bares de praia, na tentativa de criar um movimento semelhante ao que viu acontecer nas suas férias. E já conta com 15 espaços aderentes, principalmente nas praias de Sintra e Ericeira. Em todos esses espaços, há um autocolante à porta com a frase Waste4Coffee e dois baldes à espera de ficarem cheios com o lixo que as pessoas apanhem do areal. A ideia é que os interessados peçam esses baldes no restaurante e, depois de cheios, os entreguem novamente lá, recebendo em troca um café.

Também Adriana Mano, criou uma marca de calçado que utiliza lixo do oceano para fazer ténis e sandálias: a Zouri. Neste calçado não entra qualquer tipo de produto animal, devido às preocupações éticas e ambientais da marca.

Assim, todos nós temos a opção de fazer ou não a diferença no dia a dia, deixamos aqui 7 dicas – super fáceis de concretizar – para diminuir o plástico no dia a dia.

7 dicas para diminuir o Plástico no Dia a Dia

1 – Substituir os sacos de plástico
A criação de uma taxa sobre os sacos no supermercado ajudou, mas ainda nem todos estão rendidos. Os sacos de pano, de serapilheira ou mesmo feitos com materiais reciclagens são boas opções. Há até aqueles que se dobram e cabem em qualquer bolso.

2 – Trocar garrafas de plástico por reutilizáveis
A qualidade da água canalizada é cada vez melhor e há também filtros no mercado. Está tudo na mudança de hábitos. Trocar a garrafa pelo jarro de vidro ou utilizar garrafas de metal reutilizáveis para transportar consigo é fácil. E para beber café no trabalho, usar chávena de louça, em vez do copo descartável.

3 – Dizer ‘não’ às palhinhas
Palhinhas, cotonetes, talheres, suportes de balões. Estes produtos representam 70% dos resíduos marítimos na União Europeia e Bruxelas quer proibi-los de vez. Recuse as palhinhas nas bebidas em espaços comerciais. E se não dispensa, há alternativas em aço inoxidável que podem ser lavadas e utilizadas vezes sem conta.

4 – Comprar a granel
Voltar atrás no tempo. Lembra-se das mercearias onde se comprava feijão e arroz ao quilo? Elas estão de volta, um pouco por todo o país. A compra a granel é uma boa alternativa para evitar embalagens de plástico e comprar exatamente a quantidade que se precisa.

5 – Quando necessário usar embalagens, escolher de papel ou de vidro
Na padaria, pedir o pão em saco de papel ou levar o velhinho saco de pano; dispensar o saco de plástico para transportar a fruta; preferir a alface que não vem embalada; guardar cereais em frascos de plástico.

6 – Escolher alternativas produtos descartáveis
Há cada vez mais produtos alternativos, desde escovas de dentes e cotonetes em bambu, a discos de limpeza facial em algodão.

7- Utilizar fósforos
Os isqueiros usados levam décadas a decompor nos aterros sanitários. Os fósforos são mais ecológicos.

Plástico

 

Leave a comment